sábado, 2 de agosto de 2008

Girar pra quê?

O poder da dança.


"Uma coisa pode parecer simples a primeira vista, mas no fundo pode esconder uma infinidade de fatores que somente quem a sente pode ter a oportunidade de conhecer."


A dança entrou na minha vida como apenas uma atividade que não tomaria nem tempo, nem dinheiro e aumentaria minha versatilidade. Aos poucos passou do “dois pra lá, dois pra cá” e se mostrou um aprendizado que vai muito além.
Tolo é aquele que pensa que aprender alguns passos forma um dançarino. O melhor da dança é a energia que existe entre os dois corpos unidos. O poder da condução é simplesmente fascinante, e os meios que esta leva á conquista é inacreditável, parece mágica. Deste modo a condução se apresenta mais complexa que os passos e todo o malabarismo. Mas o que me fascina são as exigências da condução, e a maior delas é a confiança, o que torna a dança algo que não se resume meramente aos limites do salão, mas entra no dia-a-dia em pequenos atos que fazem muita diferença. Afinal autoconfiança na vida é tudo, desde que a prepotência não se prevaleça, mas esta é uma questão que podemos deixar pra outra hora.


“Quer melhor sensação que esta
de ter em teus braços uma mulher?
Sentir a respiração, o tato.
O movimento dos dois corpos
unidos como um só,
ao som do xote
sentindo o cheiro do cangote
dançando ao ritmo do forró.”



Girar pra quê?
Só pra dar um pouquinho de saudade!

5 comentários:

Polly disse...

Isso aí (y)

Camila Campos disse...

ta add no meu blog!

t+

Camila
http://amilacampos.blogspot.com/

polly disse...

lembro ainda o dia que eu disse "Teeedy, vamo fazer dança?" vc acabou animando, fez a inscriçao e disse "Vc vai ser minha parceira" (:

Maria Bonita e Trio Jagun�o disse...

é isso ai !!!
girar pra que ?????
só se for pra dar saudade mesmo ....

anamarla disse...

Nunca tinha pensado em confiança como um exercício para a vida.